Quarta-feira, 29 de Abril de 2009
Experiência da Germinação

 

Estamos a desenvolver uma experiência na sala de aula. Querem também experimentar?
 
Experiência da Germinação
 
 
Material:
 
-Feijões (também pode ser usado milho ou grão)
-Algodão.
-Frasco de vidro (também pode ser usado um copo de plástico)
-Água.
 
             
 
 
Procedimentos (como fizemos)
 
-Escrevemos o nosso nome em cada frasco ou copo de vidro.
-Escrevemos o nome da semente no frasco ou no copo de vidro.
-Molhámos um pedaço de algodão na água e pusemos o algodão no frasco ou copo.
-Colocámos a sementes (feijão, milho ou grão) no frasco ou copo.
-Colocámos mais algodão molhado.
-Pusemos os frascos no parapeito da janela para apanhar luz.
 
      
 
 
 
 
Perguntas/Questões
 
-Colocámos um copo com um feijão e água, fechado numa gaveta. Sem luz as sementes irão germinar?
-Colocámos umas sementes sem água no parapeito da janela. Sem água as sementes irão germinar?
  
 
 
 
Vamos acompanhar o desenvolvimento da experiência. Aguardem novidades.
 
Turma do 2º Ano
 

 



publicado por EB1 Cumeira às 16:13
ligação do artigo | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Terça-feira, 28 de Abril de 2009
Passeio e piquenique à mata

 

        No dia 27 de Março, fizemos um passeio até uma mata próxima da escola.

Saímos da escola por volta das 9:30 e sempre em fila indiana, a pares, caminhámos até à mata, entoando o “Hino da Floresta”. Quando chegámos à mata, procurámos um lugar para estendemos as toalhas e de seguida partilhámos os nossos lanches.
Depois de termos lanchado e enquanto repousámos um pouco, os professores foram preparar os jogos que íamos fazer. Os alunos foram divididos pelas várias estações e com o acompanhamento de um professor iam fazendo o jogo e rodando de estação em estação (salto à corda em corrida, corrida das colheres com pinhocas, lançamento ao fito, badmingnton, lançamento de pinhocas e corrida dos pés amarrados).
No fim dos jogos, que foram muito divertidos, enquanto uns recolheram o material dos jogos, os outros arrumaram as toalhas e verificaram se não ficava lixo espalhado pela mata.
Posto isto, regressámos à escola, onde chegámos por volta das 12:00 e fomos almoçar.
Foi um passeio/convívio muito divertido.
 
Texto produzido pelos alunos Filipe, Carlos e Pedro - 4º ano


publicado por EB1 Cumeira às 10:13
ligação do artigo | comentar | favorito
|

Sábado, 25 de Abril de 2009
25 de Abril

Viva a Liberdade!

Foi assim na Marinha Grande em 1974

Fotografia partilhada pela aluna Beatriz Marques do 4º ano

 

 

Nos dias de hoje lembramos os tempos dificeis que os nossos avós passaram na luta por um país melhor.

 

 

A Revolução de Abril
 
Portugal viveu durante muitos anos governado por Oliveira Salazar num regime de ditadura. A 25 de Abril de 1974 o chefe de governo era Marcelo Caetano. Os militares e o povo em geral não estavam satisfeitos com o regime Marcelino e a forma como Portugal era governado.
            O Movimento das Forças Armadas, constituído por militares organizou uma revolução militar para derrubar o governado.
No dia 25, pelas 00h:29m a rádio Renascença passou a música “ Grândola Vila Morena”, de José Afonso sendo este o sinal para o início da revolução.
O primeiro-ministro Marcelo Caetano e o presidente da República Américo Tomás ao verem aquele golpe militar, acabam por se renderem e saíem do Quartel do Carmo, em Lisboa, num carro de combate. São transferidos para a ilha da Madeira e mais tarde para o Brasil.
Os poderes políticos de Marcelo Caetano passam para as mãos de Spínola e é constituído um órgão governativo provisório.
Nas ruas, os militares gritavam a palavra “liberdade” e os cravos vermelhos foram distribuídos por toda a multidão como símbolo da revolução e o 25 de Abril ficou conhecido pela “Revolução dos Cravos”.
 
Ricardo Nazaré – 3º ano

  

Dia 25 de Abril

 

 
Dia 25 de Abril em 1974 às 00:29, a rádio Renascença começou a tocar a música “Grândola vila morena”.
 
Também denominada por Revolução dos Cravos, a revolução do 25 de Abril decretou o fim da ditadura do Estado Novo.
 
A revolução foi pensada, programada e levada a cabo por um grupo de militares descontentes com o regime e a situação militar resultante da Guerra Colonial, sempre apoiados pela população que contribuiu para a vitória e a queda do Regime de Salazar.
 
Com a Revolução dos cravos regressa a liberdade de opinião, de expressão e de imprensa. Fala-se sem medo de ser punido por aquilo que se diz, pensa e ouve.
 
Viva o 25 de Abril !
Mariana 3º ano
 
25 De Abril de 1974
 
Antes da revolução do 25 de Abril as pessoas não podiam dizer o que pensavam e não podiam ler nem fazer o que queriam.
No dia 25 de Abril, em vez de tiro, havia cravos.
A partir daquele dia houve liberdade, acabou a ditadura e começou a democracia!      
 
Inês 3º ano
 
25 de Abril de 1974
Antes do 25 de Abril de 1974 em Portugal vivia-se em ditadura. As pessoas viviam com medo e eram muito tristes, não podiam falar mal de Salazar e a seguir de Marcelo Caetano, porque havia a polícia política – PIDE – que as prendia. Não existiam eleições livres, tinham que votar sempre no mesmo governo.
Neste dia os militares fizeram um golpe de estado que mandou abaixo o governo e que trouxe a democracia, que deu liberdade de expressão às pessoas, por isso é conhecido por Dia da Liberdade.
O 25 de Abril também é conhecido pela Revolução dos Cravos, porque não foi preciso haver guerra e os soldados colocaram cravos nos canos das suas espingardas oferecidos pelas pessoas a simbolizar este dia!
 
Ricardo Ezequiel – 3º ano
 

 



publicado por EB1 Cumeira às 17:27
ligação do artigo | comentar | favorito
|

Dia da Terra

22 de Abril

  

Trabalhos realizados pela turma de 1º/3º anos



publicado por EB1 Cumeira às 17:19
ligação do artigo | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 24 de Abril de 2009
Dia Mundial do Livro

 

 23 de Abril

 

- Um livro, um amigo que nos ensina muitas coisas. (Ruben 3º ano)
- Livro, um bem precioso que nos faz sorri. (Fernando 3º ano)
- Um livro é um Mundo maravilhoso de histórias. (Beatriz Povoas 3º ano)
- O livro é o nosso melhor amigo, para quando estamos sozinhos. (Francisco José 3º ano)
- Um livro ajuda-nos a aprender e a divertir-nos. (Daniel 3º ano)
- Um livro mostra-nos muitas fantasias. (Marta 3º ano)
- Um livro é um amigo, que está sempre ao nosso lado. (Inês 3º ano)         
- Ao lermos um livro aprendemos a sonhar e a imaginar… (Ricardo Nazaré 3º ano)
- Com o livro podemos sonhar a ler, podemos aprender e até mesmo voar. (Bianca 3º ano)
- O livro faz-nos rir, sonhar e imaginar… (Mariana Pinheiro 3º ano)
- Um livro contém muitos sonhos guardados. (Guilherme 3º ano)
- Um livro tem muitas histórias para nos contar. (Gonçalo 3º ano)
- Um livro faz-nos muita companhia e nós aprendemos muito com ele. (André Esperança 3º ano)
- Um livro é um amigo especial. (Hugo 3º ano)
- Um livro é um amigo que nunca se deve esquecer. (Leonardo 3º ano)
- Um livro tem muitas fantasias e histórias divertidas. (Tiago 3º ano)
- Um livro faz-nos desenvolver a nossa criatividade. (Maria João 3º ano)
- Os livros dão-nos sabedoria. (Ricardo Ezequiel 3º ano)
- Com os livros podemos pesquisar sobre muitas coisas. (Alexandre 3º ano)
- Um livro é um amigo que nunca nos desilude. (Carolina 3º ano)
- Através do livro podemos aprender mais coisas. (Beatriz Campos 3º ano)
- Com os livros podemos sonhar acordados. (Daniela 3º ano)
- Os livros desenvolvem a leitura. (João Francisco 3º ano)
- Os livros permitem-nos viajar para muitos sítios. (Francisco Miguel 3º ano)
- Um livro, um amigo para sempre! (André Cardoso 3º ano)

 

 

      No âmbito do Dia Mundial do livro e integrado no projecto "Ler e aprender",os alunos da Escola EB1 da Cumeira tiveram a oportunidade de ouvir algumas histórias, contadas por um contador de histórias, que para surpresa de todos os alunos foi realizada pela Professora Alida, professora bem conhecida por todos nós.

      Esta actividade teve como objectivo promover o gosto pela leitura, assim como sensibilizar as crianças para a leitura e sua importância.



publicado por EB1 Cumeira às 12:40
ligação do artigo | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Terça-feira, 21 de Abril de 2009
Recolha de Pilhas

 

As pilhas usadas e já gastas não devem ir para o lixo!

 

Recolhe-as e entrega-as na escola para serem encaminhadas para a reciclagem. Quanto mais pilhas juntarmos maior é a nossa oportunidade para participarmos na "Pilha de livros"  - Iniciativa promovida pelo supermercado Modelo, que troca pilhas por livros.

Com a ajuda de todos seremos uma Eco-Escola!



publicado por EB1 Cumeira às 20:58
ligação do artigo | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 16 de Abril de 2009
Notícias: segurança na escola

 

 

 

Caros amiguinhos,

 

já se encontra disponível, na barra lateral do blogue, o Plano de Emergência da nossa escola. É importante que o consultem com atenção e não se esqueçam que:

 

                                    aluno prevenido vale por dois!

 

 



publicado por EB1 Cumeira às 22:28
ligação do artigo | comentar | favorito
|

Hino à Floresta


publicado por EB1 Cumeira às 22:02
ligação do artigo | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 2 de Abril de 2009
Histórias

 

 O Patinho feio
Era uma vez um dia lindo de Verão.
Entretanto no campo, a mãe pata e stava a chocar os seus ovos.
- Pic! Pic! Pic! Pic! Pic!
Que surpresa para a mãe pata, 5 patinhos lindos.
- Poc! – Outro patinho, mas não era igual aos outros.
- Este patinho não é igual aos outros? – disse a mãe pata – não quero este pato, vai-te embora!
E assim o pobre patinho feio foi-se embora, triste e sozinho a chorar.
As pessoas fugiam dele, os meninos atiravam pedras. Depois ele arranjou um esconderijo e ficou lá, sozinho, a chorar.

Depois de duas semanas terem passado, saiu do esconderijo, e foi até ao lago e todos o admiravam, os meninos e até a sua mãe.

Beatriz Póvoas 3º Ano

 

A girafa que comia estrelas

 

Havia uma girafa na savana chamada Olímpia que estava sempre com a cabeça nas nuvens. Ela conseguia chegar às nuvens, porque era muito alta, ela tinha 5 anos e já ultrapassava todas as girafas da savana.

A mãe de Olímpia, dona Augusta, não gostava que ela andasse com a cabeça nas nuvens, porque se podia constipar, e ficar constipada é o pior que pode acontece às girafas. Primeiro, porque quando espirram assustam todos os animais, abanam todas as árvores e depois, porque podia perder a cabeça e também era muito difícil arranjar um cachecol para cobrir o pescoço todo. E a mãe dizia:

- Olímpia, Olímpia olha que te constipas.

Mas o que Olímpia queria era encontrar anjos, porque ela tinha saudades da sua avó que já tinha morrido e lhe dissera que quando as pessoas morrem transformam-se em anjos e vão para as nuvens.

Durante a noite, Olímpia comia estrelas, elas ardiam na garganta, mas eram muito doces e macias e sabiam a pêssego.

Olímpia procurou, procurou e nunca encontrou nenhum anjo, mas sim uma galinha-do-mato, que tinha um ninho muito colorido com óculos, pérolas, berlindes e um olho de vidro que pertencia a um famoso pirata de perna de pau. A galinha chamava-se dona Margarida, era toda preta com pintas brancas e era pouco esperta.

Dona Margarida viajava muito nas nuvens. Mas um dia todas as nuvens desapareceram e o sol brilhou durante muitos dias. As ervas tinham secado e não havia folhas nas árvores, os animais da savana começavam a ter fome, menos a Olímpia, porque comia estrelas.

Olímpia ao ver esta situação decidiu ir à procura de dona Margarida para arranjar ajuda. Então ela andou, andou, andou e numa bela manhã ouviu um lindo cacarejar, era dona Margarida.

Olímpia contou-lhe o que se estava a passar na savana. E dona Margarida pensou, pensou, pensou e teve uma ideia: soprar as nuvens. Elas sopraram, sopraram, sopraram e cada vez apareciam mais nuvens por cima da savana.

- E agora???

- Agora espirra – disse dona Margarida.

- AAAAAAAAAAAAAtchimmmmmm!

E começou a chover. Choveu durante 3 dias e a savana passou a ter a cor verde e os animais já tinham o que comer.

Texto colectivo do 1º Ano

 

 

 

Agora em Banda Desenhada....

 

                 

                        Beatriz Póvoas                                  Marta Susana

 

 

O rato do campo e o rato da cidade

 

O rato do campo vivia numa seara.

O rato da cidade vivia numa casa muito grande.

Os ratos trocaram de casa.

O rato do campo não gostou da casa da cidade.

O rato da cidade não gostou da casa do campo.

Eles voltaram às suas casas.

 

 

Texto colectivo 1º e 3º Ano

 

A história foi dividida em 6 partes para construir a seguinte Banda Desenhada:

 

 

       
   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por EB1 Cumeira às 11:59
ligação do artigo | comentar | favorito
|

Mais sobre nós
A NOSSA ESCOLA

 

 

 

O Plano de Emergência da nossa escola
(versão pps)
PLANO DE ACTIVIDADES 2010/2011

 

 

(VER/DOWNLOAD)

ACTIVIDADES JÁ REALIZADAS (ANO LECTIVO 10/11)
O NOSSO AGRUPAMENTO

 

 

REGULAMENTO INTERNO

(versão pdf)

 

PROJECTO EDUCATIVO

(versão pdf)

A Associação de Pais da Nossa Escola

 

associacao.pais.eb1.ji.comeira@gmail.com

 

ligações
artigos recentes

Visita de um artesão à es...

PADRINHOS E AFILHADOS

REGRESSO À ESCOLA

FEIRA DO LIVRO

DIA DA MÃE

PÁSCOA

DIA DO PAI

VISITA DE ESTUDO

NATAL

Alimentação

arquivos

Janeiro 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Maio 2011

Abril 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

29
30
31


blogs SAPO
subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários